segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Correcção ao post anterior

Oi pessoal.

Tendo em conta algo que me foi dito, fiquei na dúvida se me terei expressado bem no post anterior.
Assim sendo, venho fazer este esclarecimento.
A tattoo da Lu é uma mera brincadeira feita com canetas normais que saem à primeira lavagem de água e sabão. É menos inofensiva que as tattos dos pacotes de batatas fritas. No vídeo, ela diz que dói porque, dado conviver entre nós, sabe que fazer uma verdadeira dói e como é muito gozona e imita tudo o que vê, estava a brincar a dizer que dói, mas claro que não dói nem um pouquinho ou faz apenas comichão.
Nunca faria tattoos num bebé nem numa criança. Aliás... nem a clientes, mesmo tendo autorização dos pais (e olhem que os pedidos aparecem mas estou a falar de crianças com 12 e pouco mais). A minha princesa mais velha, só tem as orelhas furadas e já o fez tinha ela 8 anos e só deixamos porque pediu muito e mostrou saber o que ia passar e que estava disposta a isso. Já a Lu nem furos das orelhas tem, quanto mais uma tattoo.
Perguntam então porque digo que vou ser apedrejada. É porque por aqui de destilam muitos ódios, ou pelo menos já aconteceu, por coisas bem menos significativas como por exemplo quando postei uma foto de duas que fiz em mim, eu que tenho 36 anos, trabalho quase todos os dias, casada e educando duas filhas, pago minhas contas e meus impostos, não faço mal a ninguém e mesmo assim fui altamente criticada. Já imaginei o que este filme pudesse causar mesmo sendo apenas uma brincadeira.
Bem, fica aqui o esclarecimento.
Beijinhos a todas e obrigada Sarinha por me teres feito perceber que não escrevi claramente sobre o que estava a postar.

sábado, 25 de setembro de 2010

O fim do mundo

Bem, já sei que vou ser apedrejada, mas este é o MEU blogue e estas são as MINHAS Filhas e não podeia deixar de registar este momento ilariante que tivemos com a Lu. E não, ela não foi coagida ou obrigada, foi ela que andou a tarde toda a pedir ao Marcio (um dos meus filhos mais velhos), foi ela que escolheu o desenho e o lugar onde o queria ;).


video

Beijos a todos. Tenho saudades de andar mais por aqui

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Conização. Resposta a Emmanoelly

Este post tem como objectivo responder a Emmanoelly . Como não tem blogue nem deixou email, esta é a única maneira de responder.
Minha querida, sei que estás a passar por uma fase terrivel. É assustador e pouco há que possa falar para acalmar os teus receios.
Também senti muito medo quando fiz as minhas duas conizações e na verdade, embora faça uma vida normalíssima e tentando pensar o menos possível no assunto, a verdade é assustadora para mim. Este vírus trata-se mas nunca sai de nós. Tenho que fazer exames de 6 em 6 meses e nunca estou livre de ser afectada novamente. Também não sei se conseguirei ser mãe outra vez porque quase não tenho colo do útero devido às duas conizações que fiz e por outro lado é um risco muito grande tendo em conta a baixa imunidade provocada pela gravidez e que pode fazer com que o vírus ataque novamente provocando nova lesão.
Mas a vida é assim, temos que confiar nos médicos e no destino que Deus colocou na nossa vida. Nunca baixar os braços, procurar sempre ajuda e manter sempre a vigilância activa. Ou seja, tomar as rédeas da vida nas nossas mãos.
Em relação À conização em si, não te preocupes. O processo é muito simples e praticamente indolor. No meu caso tive uma grande hemorragia apenas na segunda. O que se passou é que, na primeira conização, quando levaram o material recolhido para análise verificaram que não tinham removido toda a lesão com margem de segurança. Daí que tive que fazer uma segunda conização. O meu médico disse que eu tinha um colo do útero diferente e muito recolhido e tendo em conta que já tinham tirado um bom bocado, ele teve que usar outro instrumento que vai mais profundamente. Provavelmente terá sido isso que provocou a hemorragia mas ao fim de uma semaninha já estava melhor e como te falei, faço a minha vida normalmente hoje em dia embora claro está, com esse fantasma horrível sobre a minha cabeça.
É como te digo, confia em Deus e nos médicos, não desistas e principalmente não fujas da situação. Vai tudo correr bem.
Deixo-te um beijinho de boa sorte e de coragem e não deixes de vir aqui contar como correu, ok?!