quarta-feira, 30 de abril de 2008

Relato do parto. Longooooooooooooo mas feliz

Foto da Barriga, tirada na madrugada de dia 22 Abril a seguir ao banho e mesmo antes de ir para o hospital

Eu e maridão na maior na sala de parto (embora eu esteja com uma carinha muito ruim)

Primeiro Leitinho da princesa Lu, ainda no corredor do bloco de parto


As duas princesas Gabi e Lu, a dupla dinâmica GABILU. AMOOOOO!



Hoje vou tentar postar o parto.
Antes de mais vou corrigir um pequeno erro. O maridão postou no dia 23 a noticia do nascimento da nossa princesa Lu mas na realidade a Lu já tinha nascido no dia 22 mas, como ele chegou muito tarde a casa nesse dia, só postou no dia seguinte e esqueceu de referir a data.
Então foi assim.
Estava eu a dormir tranquilamente, eram 6 h da manhã de dia 22 (terça-Feira passada) quando senti um liquido quente a sair. Ainda fiquei uns segundos a digerir a sensação porque estava ferradissima a dormir e não percebia mas depois atingiu-me como um raio. Afinal esperava aquele momento há dias. Só que cada vez que me tentava mexer, sentia sair mais. Com muita calma, chamei o marido e disse bem baixinho e devagarinho para não assustar: "amor, acho que me rebentaram as águas". Imediatamente saltou com um ar esbugalhado e perguntou se eu tinha a certeza. Cada vez que me lembro daquele olhar, sinto o meu amor por ele maior e maior. Bem, lá meteu a mão por cima do meu pijama e confirmou que sim, estava tudo molhado. Ajudou-me a levantar e fui para a banheira. Estava super calma e muito feliz porque finalmente havia chegado a hora. Maridão foi acordar os rapazes, um para me levar ao Hospital e outro para ficar com a minha Gabi. Eu no banho, não conseguia sair porque só sentia (e via) aquele liquido a escorrer pelas pernas. Já para não falar no tampão mucoso que saiu à farta junto com o liquido.
Bem, com todos preparados e exames debaixo do braço e muitas idas ao WC por parte do maridão (hehehehehehehe) lá fomos nós rumo às urgências. Antes de sair ainda tive tempo de vir postar e mandar SMS às pessoas mais próximas. Chegados lá, esperei e esperei e esperei. As contracções começaram a apertar ali mesmo e eu a andar de um lado para o outro que era assim que estava bem. Entretanto chamaram-me lá para dentro onde me fizeram o toque. Deu dois dedos de dilatação e nadaaaaaa de sinais grandes para eles. mesmo assim puseram-me a fazer o CTG. Depois de se verem algumas contracções (e eu já estava mesmo aflita cada vez que vinha uma) não consideraram nada de especial. mandaram-me andar um pouco nos corredores e lá fui eu, andar de um lado para o outro com um monte de gente que olhava para mim hehehehehe. Ainda fomos todos tomar o pequeno almoço no bar do hospital ao que eu só bebi uma água. Quando cheguei lá a cima, já me tinha chamado para entrar. Bem, aí fui vista pelo médico que já me deu 3 dedos de dilatação. Colocou o espectro (acho que é assim que se diz) e disse que era muito estranho eu ter perdido água porque não estava a sair água nenhuma e quando a bolsa rompe, devia sair bastante água no exame que ele estava a fazer. Perguntou-me várias vezes se eu tinha a certeza. meu Deus... se aquele monte de liquido que escorreu pelas pernas a baixo a olhos vistos não era água... então nem sei o que era. Ainda bem que maridão viu, porque se não ia achar estar doidinha!. Mandou-me outra vez para o CTG, onde se registam contracções fortes mas um pouco irregulares ainda. Volto para as mãos do médico e de uma médica, novo toque e ecografia para ver a perda de liquido e nada de perda segundo eles. Colocou-me um penso especial para detectar a perda de liquido mas, nem eles sabiam bem como funcionava porque estiveram a ler as instruções à minha frente hehehehehe. Mandaram-me andar mais um pouco. Entretanto apareceu o meu pai que não saiu mais de lá até ver a Lu. Bem, ao fim de um bocado mandam-me voltar e entregar o tal penso que deu negativo para liquido?????? e manda-me para casa e voltar às 13:00 para a consulta marcada. Lá viemos nós os dois com o meu pai. Maridão descansou um pouco, meu pai agarrou-se ao computador e eu andei a ajeitar umas coisas e a andar de um lado para o outro porque, cada vez que vinha uma contracção... ufa...! Estava a lavar a louçinha quando apareceu a minha irmã. Volta tudo para o hospital. Ao fim de uma hora à espera, lá fui chamada. Fiz o CTG, onde se verificaram contracções mais regulares e fortes mas... ninguém achava nada de especial porque ainda não estavam regulares o suficiente. A enfermeira manda-me à médica (desta vez já com o maridão atrás de mim) que me fez um toque em que me disse que ia fazer uma maldade (uiiiiiiii) e já me deu 4 para 5 dedos de dilatação e telefonou para as urgências a dizer que me ia mandar para lá.
Quando lá cheguei, ficou tudo muito surpreso por me ver (???????) A enfermeira fez-me o toque e ficou toda danada com a médica da consulta porque só me dava 2 dedos. Ai quis passar-me com medo de me mandarem para casa de novo. Como é que eu ia saber quando voltar???? chamou o médico que me fez também o toque e me deu 3 dedos. Mandaram-me novamente para o CTG e depois o médico fez novo toque; 3 para 4 dedos. Aleluia! Entretanto mandaram-me vestir aquelas batas lindaaaas do hospital e entregar o tal do saquinho branco com as roupas ao maridão. Aí foi a choradeira com a minha irmã hehehehe. Tirei todos os meus piercings com ajuda do meu marido e rezei para os buracos não fecharem. Levei epidural quaseeeeeeeee que por favor por causa da tattoo nas costas e mandaram entrar o Maridão. Ali as horas foram passando entre contracções bastante dolorosas mas suportáveis (sim, mesmo com epidural que ajudou bastante, ainda tinha dores) entre conversas com o maridão, entre um monte de vira para lá e vira para cá da enfermeira, entre muitos e muitos toques. Tudo ia progredindo, a dilatação ia aumentando. Tudo menos Dona Lu que continuava muito subida, não havia maneira de descer. Até que, estava já eu com a dilatação completa, e na boa (heheheheh) veio a médica que fez um toque, mandou um outro médico estagiário fazê-lo também e pelo que percebi dos termos que usaram, a menina estava mal encaixada e nunca ia descer. Saiu da sala com a ordem de eu me deitar de lado e sempre que viesse uma contracção, fizesse força. Assim fiz, com ajuda do maridão a controlar o CTG, sempre que elas vinhas fazia força. De repente entra tudo (médica, estagiários, enfermeiros, enfim... um monte) mais dois toques, manda buscar o ecografo, confirma o tal diagnóstico, já manda o pai sair da sala, já abre os ferros, e de repente meu Deus... parecia que me estavam a matar, perdi o controlo da situação, ninguém me explicou e só gritavam comigo, faça força, não feche as pernas, não grite, sei lá.... e eu gritava, meu Deus como gritava mas fazia força, só queria a minha menina cá fora. Até que o enfermeiro Bruno veio para o meu lado e começou a dar voz de comando como tínhamos combinado antes de tudo começar. Com muita calma pediu para eu não fechar as pernas, para fazer força, para me concentrar, para não gritar. E eles diziam, olhe a sua menina; eu espreitava e nada; até que... milagre, colocaram ela em cima de mim. Foi a primeira visão que tive dela, as perninhas, o bum bum e o pipi. Que emoção indiscritivel. Sol de pouca dura. Logo ma tiraram e levaram a correr. Não lhe vi o rosto, se tinha ou não cabelo, nada. Mandaram entrar o maridão que esteve ao meu lado enquanto me coziam com a placenta ali plantada mesmo à frente. perguntei-lhe se não lhe fazia impressão e ele disse que não e comentamos que foi ali que a nossa menina viveu durante 9 meses. Depois veio o pânico do passado. É que, no parto da Gabi, o que mais me custou foi ser cozida, porque senti tudo e com muita dor. Parece que me caiu esse pavor em cima com a Lu. A médica anestesiou de novo, fez de tudo mas eu estava cheia de medo, as minhas pernas tremiam descontroladamente e fazia muita força para as fechar. Só ao fim de um bocado de ela ralhar carinhosamente comigo, é que começou e vi que não sentia nada (ufa, que alivio hehehehe) e lá me acalmei um pouco embora não conseguisse controlar a tremedeira da perna. A toda a hora eu e maridão perguntávamos da nossa menina e só nos diziam que estava bem, mas que estavam cheios de trabalho e não a podiam trazer já, já.
Quando a costura acabou, mandaram-me para o corredor e a ele lá para fora. Bem, sei que fui admitida nas urgências eram 15:11, entrei para o bloco de partos por volta das 16:00 e eram 20:34 quando a nossa menina veio ao mundo com 3800kg e foi paixão fulminante até aos dias de hoje. Só nos deixaram ver a menina por volta das 22:00 mas com brinde. puseram-me ao pé da porta depois de a colocar deitada ao meu lado e mandaram entrar a família toda (maridão, meu pai, minha irmã, meu cunhado e meu sobrinho) hehehehehe. Acho que já estavam fartos de aturar a escandaleira que eles estavam a fazer lá fora por não deixarem ninguém ver a menina, nem o próprio pai.
Bem, por agora chega, já vos macei muito. Um dia faço mais considerações sobre o parto. Só queria deixar a ideia que, para uns doí mais que para outros mas, que vale a pena... vale sim! É um amor maior... um amor maior que tudo !!!!!! Estou muito feliz e nem os pontos nem nada me fazem sentir o contrário.
Obrigada a todas porque acreditem ou não, foram um grande apoio para mim. Desde as 6 da manhã em que me rebentaram as águas até ao período expulsivo, pensava muito e com muita frequência nas mamãs blogueiras e no quanto elas iam ficar felizes por este dia e isso dava-me força..
Beijooooooooooooooooooooooo

video

sábado, 26 de abril de 2008

Emfim... temos princesa Lu e uma familia apaixonada!

Lu em casa enrrolada na mantinha dela.

Lu em casa na alcofa

Lu na cama de hospital da mamã dela


Primeiro banho ainda no hospital



O berreiro que a princesa Lu faz no banho (até aos dias de hoje)


Olá a todas.
Em primeiro lugar gostaria muito de agradecer o grande apoio que todas deram. Nem imaginam a importância que teve para mim.
Gostaria de dizer que estamos em casa e estamos muito bem. A Lu é um anjinho muito grande. Quase não chora e tem uns olhões muito grandes sempre a observarem tudo à volta dela. De quando em quando, abre uns sorrisões - sim, bem sei que são só um reflexo hehehehe, mas não consigo evitar ficar super babada.
Não tenho vindo aqui ao blog espreitar porque, tenho milhões de coisas em casa para fazer (imaginem 3 homens e uma Gabi sózinhos em casa durante dois dias...), mas a Lu para cuidar e mais a Gabi.
Tenho tido muitos problemas com a Gabi. Quando está sozinha comigo e Lu é uma delicia, ouve e faz tudo como peço mas basta ter uma visita em casa que aquela menina fica transloucada, quer mostrar aos outros nem sei o que, ou pensa que por ter gente em casa eu não vou ralhar com ela. Não sei, enfim faz tudo o que eu lhe digo para não fazer e pela calada e depois tenta "enrrolar-me" com historinhas e mentirinhas e não suporto isso. Bem sei que tenho que ter paciência, que é uma fase complicada para ela, que sente ciume, etc... mas a Gabi tem quase 10 anos; não é um bebé e já percebe muita coisa. Até porque eu sou sincera, sei que tenho um nível de intolerância a má criações dela muito grande e preciso trabalhar melhor esse aspecto mas só quem vive a situação é que sabe como é, os outros só olham e criticam. Ontem tinha a casa cheia de pessoas, tudo na maior festa e ela a fazer das dela uma atrás da outra. Claro que me enervei muito e houve descasca da feia e da grossa com lágrimas à mistura mas já hoje que passamos a manhã inteira as três, a Gabi estava um doce, super obediente e na boa comigo. É só quando tem assistência e eu acho que embora tenha que ter mais paciência ela também tem que saber valer a idade dele e estar à altura porque eu, quando ela esta de boa comigo, sou de boa com ela. Emfim, vou ter que encontrar o equilibrio no meu temperamento e o facto de ela se poder sentir regeitada pela presença da Lu. Claro que não quero que tal coisa lhe passe pela cabeça porque a amo com todas as forças mas também não deixo que se aproveite de ouvir as pessoas dizer isso para fazer valer as birrinhas dela.
Bem deixem pra lá. Não vieram aqui para ouvir este muro de lamentações não é.
Como estava a dizer, sem tempo para grandes coisas e depois sempre com visitas a entrar e a sair de casa. Hoje, finalmente parece estar tudo tranquilo, vamos lá ver se mantêm.
Desde que cheguei, já dei um jeitaço na casa e na roupa. Os meninos ajudaram-me a passar a mobília dela para o nosso quarto porque seria a única solução prática. Preparei tudo, produtos e assim. Já está tudo à mão e a funcionar.
A Lu é muito tranquila, dorme bem, adormece muito bem e mama bem. tenho que a acordar para comer. Faz muito pouco cocó, uma só vez por dia mas, pelo que me falaram no hospital e pelo que já andei a pesquisar, é normal ser assim.
Bem, ver se da próxima vez que aqui vier, posto o parto. É algo que quero escrever para que fique documentado e para poder passar essa experiência para o passado. Afinal foi dolorosoooooooo mas teve como resultado uma das coisas mais lindas da minha vida.
Obrigada novamente pelo apoio que me deram e, assim que puder vou passando pela casinha de todas para ver como estão.
Beijooooooooooooo



quarta-feira, 23 de abril de 2008

Bom dia mamães, depois de umas longas horas no hospital, finalmente a Luisa nasceu, está tudo bem com as duas , o parto foi á ferros por isso não pude assistir a tudo.
A Luisa nasceu com 3,800 kg e é linda
depois da primeira visita venho com mais fotos e informações
bjs para todos
Theo Pedrada

terça-feira, 22 de abril de 2008

Picar o Ponto Parte VIII e afinal havia outra...

meninas... nem acreditam, eu estou em casa de novo. Pois é, mandaram-me embora. Tenho que lá voltar à uma da tarde para a consulta que já estava marcada desde a semana passada. Estou com contracções + ou - de 5 em 5 min mas embora doam (ui se doem), passam bem rapidinho e eu bem sei que a coisa vai piorar. cada vez que uma vem, só estou bem a andar. Devido a isso, até agradeço terem-me mandado para casa. Porque se suporta melhor a andar por ai do que presa a uma cama do hospital.
Diz o relatório que eles fizeram para eu entregar na consulta:

Gravidez sem intercorrencias alem de O'Sullivan + com PTGO neg
Refere perda de LA desde as 6h, claro.
Sem perda de LA visível às manobras habituais.
Toque: colo mole formado, permeável a 3 dedos.
bolsa tufada sem saída de LA à mobilização da apresentação.
Ap cefálica alta e móvel.
Eco: cefálico, DF normal, ILA 10, placenta anterior alta G2

Bem, lá vou eu para a consulta. Torçam por mim
Beijoooooo

Picar o Ponto Parte VII e último se Deus quiser

Meninas.... finalmente é hoje (eu acho hahahahahahahaha). Rebentaram as águas. Maridão está enfiado na casa de banho (resultado dos nervos) e eu vim aqui aproveitar para informar. Estou tranquila e muito bem disposta embora cheia de sono hehehehehehehe. Desejem-me sorte e uma horinha muito pequenina.
Assim que o marido conseguir sair da casa de banho lá vou eu para o HGO. Beijooooooooos a todas
Assim que houverem novidades, um deles virá informar

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Picar o Ponto Parte VI

video

Vídeo gravado já há mais de um mês com um dos muitos bailados da Lu

Olá meninas, ainda cá andamos. A Lu não quer mesmo nascer. Pelo menos já mostrou bem a que signo pertence: Touro. Pois é... a partir de hoje é taurina ou seja teimosaaaaaaaaaaaaaaaaa, o que já se pode ver pelo que está a fazer aos papás dela com esta espera forçada a que nos está a submeter. Já a estou a ouvir a dizer: "É quando eu quero, como eu quero e da maneira que eu quero! E, para já, não quero!" hahahahahahahahaha. Enfim Continuo num dos principais treinos que a maternidade implica... ter paciência e ter a perfeita noção que, não é porque fomos nós que os fizemos que os controlamos. Há pois não!!!! as minhas mamãs blogueiras que já foram mães (quase todas hahahaha) já se devem ter apercebido bem que nem tudo é como queremos ou imaginávamos que ia ser. Já fui uma vez posta à prova nesta teoria quando a Gabi nasceu, e agora novamente com a LU. Realmente estou tranquila mas às vezes invade-me uma ansiedade enorme, outras uma frustração enorme em que só me apetece chorar e às vezes fico danada com o mundo inteiro... não me podem dizer nada sem levar com um repostão ou com o olhar 51. Poxa, é que se não houvessem sinais nenhuns, ia aguentando mas assim é triste! Continuo com contracções e às vezes fico com elas de 10 em 10 minutos. Daí, todo o mundo que está à minha volta fica convencido que é agora para, passado algum tempo desaparecerem como se não fosse nada. Ontem mesmo, tive a tarde toda com contracções já mais dolorosas mas bem espaçadas. Fomos todos jantar fora, éramos 10 adultos e 2 crianças, uma festa autentica com todos a brindar à lua cheia e à influência que esta ia ter no nascimento quase certo para ontem da LU (hihihihi). Fiquei o jantar inteiro com contracções relativamente fortes de 10 em 10 / 12 em 12 min. Foi só levantar da mesa, e ir para casa que as ditas cujas pararam. Hoje mesmo já tive umas fortes mas sem sincronia nenhuma. Para falar verdade vou deixar de as contar porque me causam muita frustração. De qualquer maneira, amanhã às 13:00 tenho consulta outra vez no HGO. Vamos lá ver o que vai sair dali...

Bem, resta-me agradecer mais uma vez o grande apoio que tenho tido de todas as mamãs e o quanto ele é importante para mim, nem imaginam. E quero pedir desculpa também por não estar a comentar em todas porque realmente custa-me muito. Por exemplo, a esta altura deste já muito longo testamento, estou aqui com uma dor de costas que nem imaginam.

Beijocas muito grandes

domingo, 20 de abril de 2008

Picar o Ponto Parte V

Nada amigas. Nada de nada. Meu Deus... sinto-me frustrada porque tenho tido contracções, muitas... parece que vai engrenar e de repente as ditas cujas desaparecem. Ninguém mereçe! Mas enfim. Só vim aqui rapidinho passar essa informação para não pensarem que...! hehehehe
Depois volto com mais tempo.
Beijooooooooooo a todas

sábado, 19 de abril de 2008

Picar o Ponto Parte IV

Bem, venho aqui de corrida só para dizer que não se passa nada de diferente do habitual. Contracções e tal... mas depois tudo volta ao normal. Até rima heheheheheh A minha menina vai nascer quando tiver que ser e mais nada. Há que ter paciência! Vamos lá ver se a lua cheia que entra amanhã vai ajudar alguma coisa ou não...
Beijos grandes a todas...!

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Picar o Ponto Parte III

Meninas!!!!!!! Só vim aqui rapidinho para dizer que... NADA! Não se passa nada! A Lu ainda cá anda. Eu continuo com muitas contracções irregulares, umas com dores, outras sem, às vezes de 10 em 10 min, como de repente desaparecem durante horas para regressarem depois com uma irregularidade maior ainda. O Olhão continua a sair aos poucos mas da Lu.
Agora vou buscar um amigo ao aeroporto, rezem para que não aconteça nada para as bandas de lá hehehehehe.
Beijocas grandes a todas e peço desculpa de não andar a comentar muito porque não me consigo sentar muito no PC mas, fiquem sabendo que vou espreitando as novidades todas frequentemente.
Beijooooooooooooo
P.S.: Obrigada novamente pelo apoio que me tem dado.
Um beijinho para a Alex e para a Plena que devem ter sido mamãs ontem. Estou ansiosa por novidades das duas.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Picar o ponto parte II e foto das 40 semanas

Sim, hoje fiz as 40 semanas e nunca pensei com toda a sinceridade que iria chegar aqui e tirar esta foto. Mas o destino prega muitas partidas e nem sempre as coisas são como imaginamos.
Hoje lá fui eu e maridão para a consulta do HGO. A consulta era só às 13:40 e assim aproveitámos para tratar de uma série de assuntos como ir ao contabilista e ao banco resolver umas coisas que estavam para ser tratadas faz tempo. Andei super bem disposta porque, não sei porquê estava convencida que já iria ficar no Hospital e ainda por cima tinha o maridão comigo (que é muito raro). Era o dia perfeito. Arranjei-me toda, andei nas voltas de manhã toda bem disposta e, na hora certa lá fomos nós para o hospital. Estavamos preparados para apanhar uma grandeeee seca mas até que foi relativamente rápido.Primeiro mandaram-me fazer xixi. Depois lá fui chamada para medir a tensão. Tudo ok. O pior foi mesmo o peso. Meu Deus!!!!!!! Que vergonha!!!!!!! Totalizo neste momento um total de 20 Kg desde o inicio da gravidez. Como é possivel?!
Depois lá fui eu para o CTG. Tudo fino. Apenas uma contracção a registar (se elas fizessem de noite é que iam ver o que eram contracções umas atrás das outras heheheheh). A Lu sempre a mexer e o coração a bombar. Nada a registar. Achei muita graça o facto de estarmos três mamãs a fazer o CTG herhehehehehehe só se ouviam os coraçõeszinhos a baterem ao mesmo tempo numa bela sinfonia só rompida pelos constantes pontapés da Lu hihihihi.
Depois disso fui com a enfermeira, também ela grávida e com uma grande barriga, para a salinha da consulta. Fomos fazer o maldito do toque e eu só pensava no que a mamã Alex diz... descontracção. Bem, doeu um pouco mas bastante suportável e a enfermeira aflita por causa da barriga dela que não permitia mexer-se à vontade, também não se demorou demasiado. Conclusão, de facto o que tenho estado a perder é mesmo rolhão mucoso, mas a gaijita da Lu está muitooooooo subida ainda. O colo está mole, permeável a um dedo. Ou seja, não só não foi nem será hoje como parece não ser para tão cedo. Nem queria acreditar... fiquei tão triste. Tenho tantas contracções e nada??!! Poxa! Bem, vim então com trabalho de casa para fazer. Primeiro... andar, andar e mais andar... muito. Principalmente apanhando escadas. Segundo... Sexo, muito sexo. O esperma contem o mesmo que eles usam para provocar o parto; daí que ela aconselhou de 6 em 6 horas como eles fazem no hospital artificialmente. Ela garantiu que o resultado do esperma é exactamente o mesmo que o que eles fazem para induzir no hospital. Agora, não sei onde vou encaixar sexo de seis em seis horas na minha vida hehehehehehe mas verdade seja dita que alguém ficou muito feliz hehehehehe. Terceiro... estimulação dos mamilos. Esfregar e esfregar e esfregar com um creme hidratante que ajuda também à producção de oxictoxina. E pronto, vamos lá ver se consigo executar tudo isto e evitar ter que ir à próxima consulta no dia 22 de Abril onde me provocarão o parto. Seja o que Deus quiser.
Agora tenho outras duas datas de eleição de toda a gente que me rodeia. 18 de Abril que é data de aniversário da minha falecida mãe ou domingo dia 20 que é dia de lua cheia. Será????? vamos continuar na expectativa.
Meninas, continuem a torçer por nós por favor.
Beijocas grandes e Obrigada pela força




terça-feira, 15 de abril de 2008

Picar o Ponto Parte II

Hehehehehehehe
ainda cá andamos na mesma, não se passa mesmo nada, está tudo na mesma. A Lu não está interessada em vir cá para fora e eu cá ando mais ou menos tranquila à espera dela, uns dias melhores que outros.
Estou mais que pronta à espera dela por isso, quando quiser vir, que venha.
Beijocas grandes a todas e mais uma vez agradeço o carinho que todas me têm transmitido por aqui. É muito importante para mim.

domingo, 13 de abril de 2008

Picar o ponto...!



Bem, aqui está a prova que ainda cá andamos. Fazer o que???? SE for igual à irmã dela, só nasce mesmo no dia 16 Abril; sim, porque a Gabi nasceu exactamente no dia que estava prevista. Pode até ser que a Lu seja mais lenta e preguiçosa e só venha depois dessa data. Já pensei se não será a avó dela, minha mãe, que Deus tem fez mês passado 11 anos, que estará a atrasar a Lu para dia 18 que era o dia de aniversário dela. Bem, temos todas as possibilidades em aberto. Pensei que era ontem, estava mesmo convencida, porque as contracções apertaram um pouco e antes de ir para casa, fui à casa de banho e estava a sair a bendita gelatina, chamada rolhão mucoso (bem sei que não quer dizer nada para já) mas, quando cheguei a casa parou e não saiu mais até agora e as contracções voltaram ao seu normal, continuam a aparecer durante o dia todo, volta não volta tenho uma, mas nada daquela dor extraordinária. Por isso, há que ter paciência, ela virá quando for a hora dela. Além do mais, tenho consulta no HGO, na dia 16 quarta-feira, quem sabe eu já fique por lá... ! O papá, está já subornado para vir aqui dar noticias e postar uma foto da mais linda das lindas... a Lu! (hehehehehehe - já estou a babar por ela!).

Queria dar também os meus parabéns à mamã Sara que teve ontem a Inês. Estou desejosa de ver foto dela e estou muito feliz por ter corrido tudo bem.

Um beijo grande também para a mamã Alex, estou contigo nesta espera e quando for a vossa hora, que corra tudo bem e uma hora muito pequenina.

Beijos a todas e obrigada pelo carinho.

sexta-feira, 11 de abril de 2008

Nada de Lu...!

venho só actualizar rapidinho, para que ninguém pense que a minha ausência significa alguma coisa.
Não se passa nada ainda. A Lu parece que vai ficar cá por dentro até ao último dia. Tenho tido muitas contracções mas ainda não dolorosas. Quer dizer, são só acompanhadas por uma moinha, tipo aquela que nos dá quando está para vir o período, mas eu bem sei que as ditas cujas têm que ser com muito mais intensidade. Hoje estive de madrugada para aí umas três oras sem pregar olho por causa delas e do incomodo que dão. Isso e a preocupação que me assola.
Por outro lado tenho andado muito feliz porque quase todas as mamas que sigo há meses, estão despachadinhas e diga-se... com cada bebé mais lindo que outro. Que delicia.
Bem, vou dando noticias e já instrui o marido para vir aqui escrever quando a Lu der ares da sua graça.
Beijocas muito grandes a todas. Obrigada pelo carinho maravilhoso que tenho recebido daqui.

quarta-feira, 9 de abril de 2008

39 Semanas



Aí estão as 39 semanas completas e, algo me diz que vamos mesmo às 40. Continua tudo na mesma. As mesmas queixas, as mesmas contracções e Lu nada de descer. Enfim há que saber esperar.
Já fui duas vezes ao hospital desde o último post mas não por minha causa hehehehehe. Fui visitar um bebé de uma amiga minha que nasceu dia 4 e depois fui lá busca-la. E há coisa mais doce do que entrar na maternidade do hospital e ver tanto bebé lindoooo por todos os lados? E a sensação de segurar num recem nascido?! Nossa, que coisa maravilhosa. Fiquei mesmo encantada, ele é lindo.
Estou também muito feliz pela nossa mamã Time que já colocou a Lara neste mundo. Pois é amiga... das quatro mamas que estavam exactamente com a mesma data, foste a primeira. Agora ficamos nós na corrida... eu, a Alex e a Paula... todas com a mesma data prevista. Temos logo atrás a mamã Sara mas que vai primeiro porque já tem a cesariana marcada para dia 12. Lindas, estou a torcer muito por todas nós e todos os dias vou ver se há novidades.
Beijooooooooooooooooooooooos

domingo, 6 de abril de 2008

Mais uma actualização...! E a Foto das 38 semanas atrasadas jejejejeje



Deixem a elefanta passar...!


Na Sexta feira fui à consulta de saúde materna no centro de saúde. Foi a última porque já tenho marcada para dia 16 de Abril a consulta no hospital garcia de orta, por isso não me atendem mais aqui como grávida. Agora sim, fiquei quase sem rede de segurança. Digo quase porque a enfermeira é tão querida e fala que sempre que tiver alguma dúvida ou situação posso ir lá ter com ela.

Bem, o que é certo é que ela esteve a apalpar a barriga por fora e disse que embora a Lu já esteja encaixadinha, está ainda muito subida e provavelmente ainda vai demorar. Quem diria??? Fiquei parva! Ela disse que todos os sintomas que tenho tido, como as contracções e dores, são normais e não significa que o parto vai ser no dia ou no dia a seguir. Disse que é mais que provável que ainda vou chegar à consulta de dia 16 no hospital e mandou eu andar muito e namorar muito. Bem namorar é todos os dias e andar, um pouquinho mais que andava mas, apesar disso não vejo alterações. Continuo com contracções, principalmente à noite. A dor na costela atormenta-me menos. Tenho alturas em que sou atacada pelas cólicas com força e tenho que ir a correr para a casa de banho. Mas, fazer o que???? Já percebi que este final de gravidez vai ser bem diferente da anterior e só peço a Deus força para me libertar da ansiedade que no meu caso é altamente prejudicial. Tenho já passado mal um dia ou outro porque vejo que me deixo vencer pelo medo. Devagarinho vou controlando mas tenho pavor que um dia o medo vença.

Tenho tido um bom raciocínio para encarar o parto com alguma tranquilidade. Penso sempre nas dores das tattoos hehehehehehehe. Penso sempre que nunca sabemos se vai doer, se muito ou pouco, se o artista está com a mão mais ou menos pesada e se estamos com cabeça para segurar a dor mentalmente. No entanto, vamos psicologicamente preparados, não lutamos contra a dor, antes pelo contrário, concentramos-nos nela e colaboramos com ela, mantemos a respiração e a calma e... as horas passam e aguentamos tranquilamente. É nesta ordem de pensamentos que me tenho focado. Quero que a minha Lu venha logo mas quero principalmente que venha na Hora certa para ela. Afinal tudo passa tão rápido, para que stress?

Bem um, beijo grande a todassssssssssssssssss e prometo que hei-de voltar a comentar com mais frequência.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Actualização da semana

Bem, venho dar noticias para que não pensem que a Lu já nasceu nem fiquem preocupadas.
Sim, aqui andamos na recta final. O ponto da situação é o seguinte; como sabem já faz algum tempo que tenho contracções mas muito irregulares e não dolorosas, que na prática não querem dizer nada a não ser que o corpo se está a preparar. Desde a 4ª feira passada quando postei, apercebi-me que a minha baixa tinha terminado no dia anterior. Assim sendo, liguei para o centro de saúde a perguntar o que devia fazer. Mandaram-me ir lá no dia a seguir (5ª feira) às urgências, que o médico que estaria de serviço passava. Assim fiz. Chego lá, nem sequer havia electricidade e estava tudo uma bagunça. Assim mesmo, chamaram as pessoas que não estavam lá dentro mais do que 5 min. Assim foi comigo. Entrei e expliquei ao medico o que estava lá a fazer, imediatamente me explicou que não era ali que tinha que pedir a baixa mas sim na consulta. Como sou sem médico, teria que me deslocar lá por volta das sete e tal da manhã do dia seguinte para ver se conseguia uma das 6 senhas que entregam aos utentes sem médico. Claro que reclamei, educadamente mas reclamei, mas sem resultados. Depois expliquei também ao médico que estava com muito receio de estar com uma infecção urinária uma vez que estava com umas dores horríveis na costela direita. Sim, verdade as dores voltaram com uma força inimaginável. Ele deu-me apenas uma cardêncial para fazer o exame e mandou-me embora.
No dia seguinte lá me levantei eu cedo, fui entregar a urina ao laboratório e fui para o centro de saúde, onde graças a Deus e por muita sorte, lá consegui o último lugar disponível.
Depois de muito tempo sentada naquelas cadeiras ultra desconfortáveis, claro que a dor estava ao rubro. Ao entrar no consultório, a médica deu-me a baixa e mandou-me fazer um exame rápido à urina ali mesmo, onde não se detectou nada. Mandou-me para casa descansar com uma pomada para massagem muscular e botija de água quente. Estive assim a tarde toda de sexta feira. deitada no sofá com a botija. Chegamos à noite e nada de passar, cada vez doía mais e já nem respirava direito, não estava bem sentada nem deitada, só de pé. Acabei por ligar para a saúde 24 que me mandou para o hospital. Enquanto meu amigo Clay ficou a tomar conta da Gaby que já estava a dormir, lá fomos eu e maridão para o hospital comigo ao volante o tempo todo a gemer de dor (sim, por incrível que pareça ele não dirige nem sequer tem carta). Apanhei uma enfermeira super simpática. Estivemos a fazer um CTG onde de facto acusaram.se algumas contracções, embora irregulares mas estava tudo bom. Assim a médica explicou que era mesmo da posição dela e que não havia nada a fazer além de aguentar. Bem, fui repousando e a dor lá se atenuou um pouco, embora tenha voltado nestes últimos dias outra vez com força. Paralelamente a isto, faz uns 4 dias que estou com mais contracções e já não são tão incolores. Tornaram-se mais frequentes e mais incómodas. Ontem à noite parece que disse muitos "ais" segundo o meu marido porque eu não acordei (hehehehehehe ... eu e o sono!) mas tive uma grande insónia para dormir. Hoje, ainda não consegui tomar banho, estou com umas cólicas horríveis, muito parecidas com as menstruais e vontade de ir à casa de banho, inclusivamente já fui e tive diarreia. Estou um pouco em pânico pura e simplesmente pelo desconhecido. Eu não sei se é para já ou se ainda falta. Tanto pode ser hoje como daqui a 15 dias e esse não saber que me mata. Mas cá ando, não sei quantas horas para escrever este post pois tenho que parar constantemente por causa das dores de costela, e é por isso que não tenho comentado nas minhas queridas mamãs. Quero que saibam que vou sempre espreitando a correr em todas.
Por falar nisso, Simone... não me esqueci de ti e vou enviar um mail assim que puder linda.
No resto, estou muito feliz com a minha Gabi. Ontem foi a reunião de escola e para não variar... notas maravilhosas. Claro que nunca me livro da "descasca" do costume, de que ela fala demais, que não se cala que é uma faladora de primeira (a quem será que ela sai???) hehehehehe e depois chego a casa e leva sempre a descasca mas ao mesmo tempo fico muito orgulhosa dela porque os testes estão sempre muito bons e vejo que ela é realmente esperta.
Bem, se houverem novidades, venho logo cá contar, eu ou o maridão ok?! E quero pedir muita desculpa a todas por não estar a comentar nos vossos blogs.
Assim que puder venho cá actualizar a Foto da semana. Em casa fica bem mais dificil de o fazer.
Beijooooooooooooooooooooooooos e torçam por mim, e pelas meninas que estão lado a lado comigo nas barrinhas da barriga.